Institucional

Imprensa

Curso de Artes da Univel tem nota máxima no MEC

 

O curso de Artes do Centro Universitário de Cascavel - UNIVEL, recebeu a notícia da renovação do reconhecimento de nota 5, que é a nota máxima de avaliação do Ministério da Educação (MEC), na quinta-feira (09). A avaliação é voltada para a matriz curricular, corpo docente, os títulos dos docentes, laboratórios, bibliografias, projetos de pesquisa e projetos de extensão.

A arte leva para a comunidade as expressões artísticas e as diversas possibilidades para que as pessoas tenham acesso à cultura. Para essa contribuição no desenvolvimento da sociedade, a Univel tem projetos como o Guarda-Chuva de Memórias, o Espaço de exposição Univel, as Oficinas de Criação Artística – Colégio Wilson Joffre, A Metafísica do Belo em Arthur Schopenhauer: objetividade ou subjetividade da experiência estética?, o Ateliê de Mosaicos do Artista Paulo Amadori, o CAS – Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e o projeto de Atendimento às Pessoas com Surdez. A coordenadora da Comissão Própria de Avaliação (CPA), da Univel, Elaine Aparecida Wilges Kronbauer, ressalta o envolvimento do curso com a comunidade, e que a resposta veio com a nota no MEC, “É um trabalho de dedicação desenvolvido por meio dos professores, da instituição e do comprometimento dos alunos; estão todos de parabéns”.

Para a avaliação, foi feita uma visita na Univel, com reuniões com a direção, coordenação, professores e estudantes. "A gente fica feliz em saber que o nosso curso está sendo visto, e eu sinto orgulho em ter sido participativa nos projetos e ter feito parte deste momento", ressalta a acadêmica Eliane Mayumi. De acordo com a coordenadora do curso, Thais Damaris Thomazini, a postura transformadora da graduação em relação às questões sociais, é um dos fatores mais importantes para a instituição, "Sinto muito orgulho deste reconhecimento porque foi um esforço coletivo para a criticidade, a liberdade de expressão e o desenvolvimento da humanidade".

“Meu coração está cheio, satisfeito, estou emocionada, a humanidade passa por momentos difíceis no que se refere à arte e esse curso, tem objetivos humanos de transformação, o conceito fortalece a ideia de que nós estamos no caminho certo; estamos alcançando o que nos dedicamos a fazer”, comenta a professora, Tânia Kaminski. Segundo a acadêmica, Arlete Giarola, este é um momento de valorização, “Essa nota máxima no MEC dá um olhar diferenciado para o curso, mostrou o trabalho que é feito por meio da Univel e a credibilidade que fez a diferença; tenho orgulho de estudar aqui”.

 

Por : Núcleo de Comunicação

10.11.2017

Galeria de fotos

 
Univel faz viagem para o Porto de Paranaguá
Gastronomia da Univel promove confraternização no Abrigo São Vicente de Paulo