Institucional

Imprensa

Univel inaugura Posto Avançado do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania - CEJUSC

 

Estimular a população a resolver conflitos por meio da cultura da paz é o propósito do CEJUSC

O Centro Universitário de Cascavel – Univel, inaugurou no dia 10 de abril, o Posto Avançado do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) da Comarca de Cascavel - extensão Univel. O CEJUSC  desenvolve trabalhos relacionados à política de autocomposição, com especial ênfase na solução de conflitos por meio da conciliação na maioria dos casos e da mediação. Além disso, atua na orientação e promoção de direitos dos cidadãos. “A intenção do CEJUSC é a resolução de conflitos, através de uma mediação ou de técnicas de justiça restaurativa. É uma mudança pragmática de uma cultura de processos, de combate, para uma cultura de diálogo, de pacificação e de ouvir o outro. Essa nova proposta de processos vem de uma forma diferente para apaziguar, dialogar e fazer com que as partes aceitem suas diferenças e ouçam umas às outras”, esclarece a Coordenadora do CEJUSC na Univel, Luciana Chemim.

A inauguração do CEJUSC representa um momento onde a justiça se aproxima do cidadão, um passo importante para a Univel, constatando que a instituição está pronta para as novas práticas de solução de litígios, estimulando a cultura do diálogo e da pacificação. “A Univel está dando um passo importantíssimo. Muitas pessoas acabam tendo dificuldades para buscar as vias de acesso a justiça. Através da conciliação da comunidade com a Univel e o judiciário, teremos uma resposta muito positiva não somente na solução dos litígios, mas também na prevenção”, expressa a Promotora de Justiça do Ministério Público do Estado do Paraná, Simone Lucia Lorens.

Cultura da paz

Para a Coordenadora Adjunta do Curso de Direito da Univel, Caroline Buosi Velasco, a inauguração do CEJUSC na Univel, vai oportunizar aos alunos o aprendizado na prática sobre métodos autocompositivos de soluções de conflitos. “É inovador para todos os envolvidos, que podem encontrar uma solução para seus problemas através de uma metodologia da mediação, sem procurar pelos processos no judiciário que são demorados e muitas vezes não trazem os resultados esperados. Assim, nossos alunos estarão recebendo uma capacitação do Tribunal de Justiça para atuarem como mediadores nessas demandas, supervisionado pelos nossos docentes e estarão promovendo assim seu aprendizado e também uma nova cultura social para o bem comum da comunidade”, analisa Caroline.

Estimular a população a resolver conflitos por meio da cultura da paz é o propósito do CEJUSC, com o objetivo de mostrar para as pessoas que elas podem resolver conflitos por uma outra via que não a judicial e sim chamando a outra parte para uma conversa. A ação pode ser realizada utilizando o posto de atendimento do CEJUSC Univel, onde a pessoa vai relatar o que está acontecendo, será entrado em contato com a outra parte e agendada uma data de audiência. Nesse momento as partes terão a oportunidade de conversar sobre o conflito, falar sua versão e também ouvir o que o outro tem a dizer. “A base do CEJUSC é a comunicação não violenta, ou seja, reaprendermos a nos comunicar. Saber falar muitas vezes não é saber se comunicar, o ruído na comunicação é o que resulta os conflitos. Se as pessoas conseguirem entender em qual momento elas não tiveram clareza sobre o que foi dito, muitos conflitos podem ser resolvidos. O maior desafio do CEJUSC é buscar com que as pessoas compreendam que através de uma boa conversa os conflitos podem ser resolvidos”, explica a  Servidora do Tribunal de Justiça e Coordenadora do CEJUSC em Cascavel, Marisa Kremer.

Por: Núcleo de Comunicação

13.04.2018

Galeria de Fotos

 

Univel promove Dia da Saúde em Cascavel
Alunos da Univel esclarecem dúvidas sobre a Declaração do Imposto de Renda