Institucional

Imprensa

Professora de Processo Penal da Univel participa de encontro na USP

 

Em um debate, os docentes com experiência na área, deram sugestões para a elaboração de uma grade curricular única para os cursos de Direito

 

No evento que aconteceu na Universidade de São Paulo (USP), que tem ensino público, o Centro Universitário de Cascavel - Univel, foi representado pela professora do curso de Direito, Kátia Rejane Stürmer Alves de Oliveira. O encontro, foi promovido por meio do Instituto Brasileiro de Direito Processual (IBDP), e reuniu professores de processo de várias partes do país, com o objetivo de discutir uma grade curricular padrão, para ser utilizada por todas as instituições de ensino superior de Direito do Brasil. A professora Kátia fala sobre a importância do Direito Processual para a comunidade acadêmica, "O Direito Processual é a máquina que dá movimento a tudo o que o acadêmico estuda nos cinco anos da faculdade. Por meio do Direito Processual, ele aprende a efetivar aquilo que está posto na legislação, de forma estática; é o que o acadêmico chama de prática", ressalta.

Os docentes que participaram do encontro visitaram a estrutura da Faculdade de Direito da USP, que é a primeira instituição de ensino superior de Direito do país,"Conhecemos a biblioteca, as salas de aula antigas, enfim, um pouco da história da instituição". Após a visita, houve a divisão dos professores nos grupos temáticos, para a discussão das grades curriculares das disciplinas e, uma plenária, onde todos puderam opinar sobre todas as disciplinas, "Foi feita uma divisão por áreas, como por exemplo, a teoria geral do processo, processo civil, processo penal e especialização em processo, como sou professora na Univel de processo penal faz 14 anos, conheço bem a disciplina e possuo domínio para discutir a grade curricular da matéria", explica Kátia.

De acordo com a coordenadora do curso de Direito da Univel, Caroline Buosi Velasco, é importante para a instituição participar de eventos como esses que debatem a questão do ensino jurídico, "As atualizações são necessárias para que as metodologias utilizadas e os conteúdos ministrados sejam cada vez mais favoráveis ao processo de ensino-aprendizagem. Além disso, grandes profissionais dão sugestões e debatem ideias em uma das instituições mais tradicionais do nosso país, a USP, e estarmos em conjunto com eles nessas discussões fomentam novas formas de pensar a educação do Direito para nossos alunos".

 

Por: Núcleo de Comunicação

12/12/2017

Galeria de fotos

 

Projeto Rondon 2018 terá a participação de alunos da Univel
Unifatos é lançado na versão digital