Institucional

Imprensa

CAFS Univel em parceria com IAT realiza novas solturas de animais silvestres

 

Foi realizada a soltura de um tamanduá e de um carcará, animais silvestres resgatados pelo Instituto Água e Terra (IAT) e atendidos pelos integrantes do CAFS Univel

 

A parceria da Clínica Veterinária do Centro Universitário de Cascavel - Univel, com o Instituto Água e Terra do Governo do Paraná, completou seis meses. Nesse tempo foram resgatados e atendidos em média sete animais silvestres por mês e mais de 70% desses animais foram entregues de volta à natureza e os outros que por motivos de saúde não puderam ser reinseridos ao habitat natural foram encaminhados para refúgios ou santuários de animais. 

A parceria entre Univel e IAT surgiu da necessidade de aumentar a área de atendimento a animais silvestres em situação de tráfico ilegal,ilegalidade documental, maus tratos ou encontrados pela população em situação de risco. Até ano passado existiam quatro unidades de atendimento do Centro de Apoio a Fauna Silvestre (CAFS) no estado inteiro, dessa maneira diversas áreas ficavam sem esse atendimento especializado e a melhor forma encontrada pelo Governo do Estado do Paraná resolver esse problema, foi realizar mais parcerias para diminuir a área de abrangência e agilizar o processo de auxiliar esses animais. O Centro Universitário Univel foi a instituição escolhida para atender os animais resgatados em cidades da região Oeste e Noroeste do estado, como Umuarama, Palotina, Toledo, Céu Azul e Cascavel. 

A parceria entre Univel e IAT, por meio da criação da unidade do CAFS na Clínica Veterinária, completou 6 meses, começando os atendimentos em março deste ano e de lá pra cá foram atendidos em média 30 a 40 animais de vida livre e mais de 80% foram entregues de volta à natureza, como no caso dos animais silvestres resgatados e atendidos nas últimas semanas, um tamanduá e um carcará, que foram devolvidos para o habitat natural. De acordo com o coordenador do curso de Medicina Veterinária e integrante do CAFS Univel, Paulo Tadeu Figueira, alguns animais resgatados acabam não voltando para a natureza e são destinados para refúgios ou santuários. “Quando atendemos animais com fraturas expostas ou fraturas graves, em que os animais não tem condições de voar ou de se manter em seu habitat natural, é necessário cuidados e cuidados mais personalizados. No caso do animal que mantém as características necessárias e já está apto para voltar para a mata, nós realizamos a soltura juntamente com a equipe do IAT, em um ambiente adequado, de mata, para que voltem a ter uma vida normal ” conta Paulo. 

Para o integrante do Instituto Água e Terra, Vinicius Góis, o trabalho realizado em parceria com a Univel é de grande importância e as solturas representam um momento especial no trabalho com animais silvestres. “É um trabalho importante que a gente vem desenvolvendo em parceria com o CAFS da Univel e nós torcemos para que cada vez mais tenha mais a reintrodução de sucesso como foram feitas hoje. Nós sabemos que a probabilidade de reintrodução de animais que são de vida livre depois de um tratamento é muito baixa, então sempre que realizamos a soltura de animais silvestres de volta à natureza, a gente considera como uma vitória.  Serviço comprido com sucesso!”, ressalta Vinicius.  

 

Por: Núcleo de Comunicação

05.08.2021

Galeria de Fotos

Inauguração oficial do Centro de Apoio à Fauna Silvestre na Univel
Projeto que ensina Língua Portuguesa para imigrantes inicia na Univel