Institucional

Imprensa

Dia do Agricultor: cultivando sonhos e colhendo desenvolvimento

 

Neste dia do agricultor, vamos conhecer um pouco do cotidiano dos acadêmicos que conhecem o campo “como a palma da mão” e veem no curso de Agronomia, uma forma de levar novos conhecimentos para o plantio 
 

O cotidiano do agricultor é marcado por adversidades, como as mudanças climáticas e problemas com maquinário, mas apesar de toda a dificuldade, a paixão pelo campo é maior. A agricultura brasileira é um dos setores mais importantes da economia do país, a atividade se expande cada vez mais, com adoção de novas tecnologias e com uma visão cada vez mais empresarial do agronegócio. Claro, sem contar que são os responsáveis por produzir os alimentos que chegam a mesa de todos nós, todos os dias. 

Hoje (28), é comemorado o Dia do Agricultor e para homenagear os agricultores, reunimos alguns depoimentos de acadêmicos do curso de Agronomia da Univel que também são agricultores para nos contar um pouco sobre como é o dia a dia do campo, as maiores dificuldades e também sobre como surgiu a paixão em trabalhar e estar nas lavouras. A coordenadora do curso de Agronomia da Univel e também produtora rural, Vanessa Taques Batista, também nos contou sobre a importância desse profissional.  

Coordenadora do curso de Agronomia e produtora rural, Vanessa Taques Batista

 

O agricultor é uma profissão essencial para vida de todos nós. É o produtor rural que produz o alimento e a matéria prima para outros produtos que utilizamos para chegar todos os dias na nossa casa. São eles que produzem e enviam o alimento que precisamos, leite, carne, grãos, hortaliças, frutas, como também a produção de algodão para a confecção de roupas, couro para criação de sapatos,  e outros utensílios que nós utilizamos em nosso dia. O agricultor é de extrema importância para a sociedade e o trabalho dele está presente na nossa vida todos os dias, assim como todo o agronegócio

Acadêmica do curso de Agronomia, Silmara Karva

O meu amor pela agricultura vem desde quando eu era pequena. Eu sempre estava junto com os meus pais ajudando a tirar leite, nas parreiras de uva,na época de plantio e de colheita sempre estava junto. Então o fato de ser filha de agricultores e ajudá-los influenciou muito a ter paixão pela agricultura, desde que eu lembre dos meus 14 anos, quando eu me pergunto qual  faculdade queria fazer, eu sempre disse que era Agronomia. Hoje cursando o segundo ano do curso de Agronomia na Univel e é muito gratificante chegar em casa e passar o que aprendi em sala de aula para os meus pais e avós, vejo que os olhos  deles chegam a brilhar e ficam orgulhosos ao ver que o que a gente aprendeu e o fato de saber que eles podem contar com a minha ajuda na lavoura. O que eu mais gosto do curso de Agronomia, é saber que depois de formada, vou poder repassar os meus conhecimentos aos agricultores, ajudar a melhorar suas lavouras, garantir o alimento da população, isso não tem preço. Sabendo que atualmente a agricultura é uns dos principais motores da economia nacional e que faça sol ou chuva, cada safra é uma nova história pra contar. A gente sabe que pelo menos três vezes ao dia a gente precisa de um agricultor, então deixo aqui os meus parabéns a todos os agricultores e agricultoras!

Acadêmico do curso de Agronomia, Guilherme Selbmann

 

 

 

 

 

 

O gosto pela agricultura vem da infância, meus avós de ambos os lados eram produtores e desde criança já tive gosto pela coisa. O dia a dia não é fácil, várias adversidades, como quando o trator quebra, a plantadeira perde um disco, o bico do pulverizador entope, ou quando tem fila para descarregar o produto na cooperativa, não tem quem não fique irritado. Tem também a ansiedade que todo produtor tem de saber se chove, se esfria, se esquenta, de simplesmente depender de algo que não está ao alcance dele. Ser produtor é ver a arte do grão cair na terra, de contar os dias pra ver a planta germinar, da beleza de ver ela florir, e da satisfação de colher um produto que tem sua mão, seu carinho e capricho. Ser produtor é ter uma responsabilidade enorme, é ter um desafio safra a safra, ano a ano e sempre querer produzir mais, e é por isso que eu estou cursando Agronomia, pra tentar ser ainda melhor. Misturar conhecimento, experiência, tecnologia, sustentabilidade e paixão me parece uma receita bem atraente

 

11° Desafio de Equipes acontece na Univel
Inauguração oficial do Centro de Apoio à Fauna Silvestre na Univel