Institucional

Imprensa

Projeto de egresso da 1° turma de Engenharia de Produção da Univel gera publicação no periódico Matéria (UFRJ) e patente

A patente intitulada “Processo de produção de peças em plástico reforçado com fibra de vidro” descreve um novo processo de fabricação de peças em fibra de vidro

 

O egresso João Adelir Velasques é aluno da 1° turma de Engenharia de Produção do Centro Universitário de Cascavel – Univel, seu projeto foi iniciado em 2018 e desenvolvido em parceria com a empresa Mascarello Carrocerias e Ônibus Ltda. Além de gerar uma publicação no periódico Matéria (UFRJ) em 2021 com orientação do professor Germano S. C. Assunção, seu trabalho produziu também uma patente, que possui como coautores Alberto Zakrzevski e Isidoro de Costa, ambos engenheiros na Mascarello.

A patente intitulada “Processo de produção de peças em plástico reforçado com fibra de vidro” descreve um novo processo de fabricação de peças em fibra de vidro que é “mais rápido e menos invasivo aos trabalhadores”, conforme ressalta o egresso e um dos autores João Adelir Velasques. João explica que o processo foi inicialmente proposto porque o processo tradicional chamado de “spray-up” gera bastante resíduo e devido ao fato de ser manual, interfere no processo de padronização e qualidade das peças — que são usadas nos revestimentos internos e externos dos ônibus produzidos pela Mascarello. A patente propõe e descreve a fabricação de peças em fibra de vidro com o uso de vácuo, em um processo nomeado “Resin Spraying with Vacuum Assisted Molding”.

O artigo intitulado “Mechanical properties of glass-fiber reinforced polyester composites manufactured by two different spray-up techniques” avalia as propriedades mecânicas das peças produzidas por essas duas técnicas. O orientador do trabalho e professor Germano S. C. Assunção explica que foram realizados três tipos de ensaios: tração, flexão e dureza, seguindo as respectivas normas ASTM 638-14, ASTM790-17 e ASTM256-10R18. O trabalho mostrou que a nova técnica gera materiais de fibra de vidro de forma mais rápida, além de garantir um aumento de mais de 150% na dureza do componente. Ressalta também que “Além da caracterização do material em si, o trabalho propôs realizar a comparação dos materiais através de análise estatística não-paramétrica, utilizando a Estimativa de Densidade Kernel, o que garantiu também inovação no processo de análise de materiais compósitos, que usualmente utilizam Distribuição de Weibull para sua caracterização”.

Para João, egresso do curso de Engenharia de Produção da Univel e que atualmente trabalha como supervisor do setor de fibras na Mascarello a formação obtida durante o curso foi fundamental para enxergar melhorias no setor que atua e afirma que não parou por aí, está atualmente cursando pós-graduação em Gestão de Negócios também na Univel, para dar continuidade ao seu aperfeiçoamento.

 

Por: Núcleo de Comunicação

05.11.2021 

 

 

Univel inaugura espaço no Cascavel JL Shopping
O curso de Direito e CEJUSC - Posto Avançado Univel em parceria com CMARC (OAB) realiza evento on-line