Institucional

Imprensa

Voluntários da Univel levam assistência jurídica para famílias e pacientes em tratamento no Uopeccan

 

Acadêmicos e professores do Curso de Direito do Centro Universitário de Cascavel - Univel, participam de forma voluntária do Projeto de Extensão “Assistência Jurídica às famílias e pacientes com câncer no Uopeccan”. Com o atendimento, que é feito de forma voluntária, além da Univel cumprir o papel social que exerce com a comunidade, os alunos aprendem na prática os conhecimentos adquiridos na faculdade, por meio de um contato direto com o público que está fragilizado com a doença. A professora orientadora do projeto, Deisi Cardoso, explica que teve a iniciativa durante o tratamento do sogro dela, que teve câncer no pulmão, "Conversei com o médico que o atendeu, o qual me relatou que havia um déficit de informações sobre os direitos dos pacientes com câncer, e que seria muito interessante a proposta", ressalta.

O projeto funciona na Casa de Apoio, que é mantida por meio do Hospital do Câncer de Cascavel (Uopeccan), mas, todas as quintas-feiras, das 13h45 às 15h45 uma equipe de quatro alunos e uma professora realizam os atendimentos, com as informações sobre os direitos dos pacientes com câncer. Deisi enfatiza que os professores devem ir além da sala de aula, para colocar os alunos frente as realidades que enfrentarão quando estiverem formados, "Estamos preparando-os para o exercício profissional e cidadania de forma prática e ética, além disso, realizar um trabalho altruísta e de voluntariado é também contribuir para a formação de nossos acadêmicos, enquanto atuantes na nossa comunidade".

Antes da implantação do projeto, a equipe fez um levantamento por meio de uma pesquisa jurídica, para a elaboração de uma cartilha, com os direitos, em todos os níveis da federação (Federal, Estadual e Municipal). Para isso, os alunos estiveram em locais relacionados, como a Sanepar, a Copel, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Defensorias Públicas, etc. De acordo com a acadêmica, Angela Gambin, além das reuniões, os alunos passaram por um treinamento com o Uopeccan, para saber como atender os familiares e pacientes com câncer, "Me sensibilizei com o projeto, eu tive uma pessoa na família que frequentou esse ambiente e é muito bom saber que a minha área, que é o Direito, pode ajudar pessoas que enfrentam momentos difíceis".  Deisi fala sobre a importância de informar sobre os direitos das pessoas que passam por um momento difícil, como é o caso do câncer, "Percebemos em nossos atendimentos que os pacientes e seus familiares não têm conhecimento dos direitos que possuem, desde isenção de impostos, taxas de luz, auxílio material (fraldas, equipamentos, medicamentos), transporte, etc.

Além da professora Deisi, participam do projeto as professoras colaboradoras, Keli Herpich e Liana Guarnieri de Araujo. São 16 alunos envolvidos e para o próximo ano, a previsão é de que a ideia se estenda aos locais que os pacientes fazem a radioterapia e a quimioterapia. Segundo o acadêmico, Anderson Dela Beta, a participação dele no projeto faz com que ele seja um cidadão consciente e preocupado com o próximo, "Eu gosto de ajudar as pessoas e nesse caso, que elas estão em uma posição sensível, elas ficam perdidas. Quando nós levamos a informação do Direito que elas precisam saber, estamos fazendo a nossa parte; eu sempre me coloco como se eu estivesse do lado de lá".

 

Por : Núcleo de Comunicação

05.12.2017

"Papelaço" chama a atenção da comunidade acadêmica da Univel
Processos Gerenciais da Univel promove atividades de conclusão da disciplina de Projetos experimentais